EM 2006, SEGURO OBRIGATORIO DE CARRO SOBE 43,4%


07.12.2005

O valor do seguro obrigatório pago pelos donos de carros de passeio, motos, ônibus e caminhões subirá pelo segundo ano seguido.

O aumento, que vigorará em 1º de janeiro de 2006, será de 43,4% para automóveis, táxis, motos e ciclomotores, tratores, caminhões ou picapes, reboques e semi-reboques adaptados para transportar passageiros e carga.

O aumento é quase nove vezes a inflação prevista para o ano, que deverá ficar entre 5% e 5,5%. Em janeiro deste ano o seguro já havia subido entre 3,6% e 55%.

O seguro é o Dpvat (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres). Ele tem a finalidade de amparar as vítimas de acidentes de trânsito no país.

Os aumentos foram autorizados pela resolução nº 138 da Susep, publicada no `Diário Oficial` da União de 1º deste mês. Os percentuais variam de 12,4% a 43,4%.

Para os carros de passeio, táxis e veículos de aluguel o seguro passa dos atuais R$ 53,06 para R$ 76,08. Para as motos, de R$ 96,00 para R$ 137,65. Os caminhões pagarão R$ 81,70 (hoje pagam R$ 56,98).

Os donos de ônibus, microônibus e lotações com cobrança de frete (urbanos, interurbanos e rurais) pagarão R$ 479,51 (hoje, R$ 426,62).

Para os microônibus com cobrança de frete, com lotação até dez passageiros (urbanos, interurbanos e rurais) o seguro sobe de R$ 256,95 para R$ 288,81.

Os valores aprovados pela resolução referem-se apenas ao seguro. Sobre eles há o acréscimo de 7% referente ao IOF.[1]

Em caso de morte, a indenização passará de R$ 10,3 mil para R$ 13.479,48. No caso de invalidez permanente, será de até R$ 13.479,48 (hoje, até R$ 10,3 mil).

A cobertura de despesas com assistência médica e suplementares aumentará de R$ 2.000 para R$ 2.695,90.


Fonte: FOLHA DE SÃO PAULO