Seguro de automóvel está até 12% mais caro em relação ao ano passado


20.07.2009

Em um ano, estima-se que o valor do seguro automotivo ficou de 8% a 12% mais caro no estado de São Paulo. A informação é do representante do Comitê de Automóveis da FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais), José Carlos de Oliveira.

De acordo com ele, a alta se deve, entre outros motivos, aos sucessivos recuos da taxa Selic. Isso ocorre porque as seguradoras costumam recorrer às operações financeiras, que muitas vezes remuneram pela taxa, para obterem lucro, já que geralmente o pagamento das despesas consome boa parte das receitas das empresas do setor.

"Para se ter uma ideia, cerca de 67% do faturamento de uma seguradora é destinado às indenizações de sinistros", informa Oliveira.

Outros fatores, porém, contribuíram de forma expressiva para o aumento dos preços dos seguros de automóveis. Um deles é o avanço no número de roubos e furtos em algumas regiões do estado, como nas cidades de Campinas e Jundiaí.

Além disso, explica o representante, houve diminuição no índice de recuperação de carros roubados por meio de rastreadores.

"Há, aproximadamente, quatro anos, cerca de 95% dos automóveis que possuíam rastreadores eram recuperados. Hoje, com as quadrilhas se sofisticando e fazendo uso de aparelhos que diminuem o sinal dos rastreadores, este percentual caiu para 80%, em média", diz.



Data: 20.07.2009 - Fonte: Infomoney