Promotora de eventos de Michael Jackson contratou apólice de 'No show'


06.07.2009

A empresa promotora de eventos do astro pop Michael Jackson, morto no último dia 25 de parada cardíaca, disse ter seguro de "No show" no Lloyd´s of London para garantir despesas caso a morte acidental do cantor, mesmo por overdose, fosse a causa da não realização da turnê prevista para iniciar neste mês em Londres, segundo noticiaram as agências internacionais.

Mesmo que venha a receber o seguro – tudo vai depender se a causa da morte estava incluída na cobertura - o valor segurado é inferior ao necessário para reembolsar os fãs que haviam comprado ingressos. Estimativas apontam para US$ 30 milhões em custos com o reembolso dos tíquetes oficiais, enquanto o seguro cobre despesas de até US$ 18 milhões.

A promotora AEG Live tem dito que muitos dos compradores querem manter os ingressos como lembrança, o que ajudaria a reduzir o prejuízo. A realização de concertos em homenagem ao ídolo pop e a venda de vídeos dos ensaios de Jackson para a turnê também ajudarão a AEG recompor sua receita financeira.



Data: 06.07.2009
Fonte: Fenaseg | Viver Seguro